People’s Choice Awards 2012: looks

Feliz ano novo genteeee, ontem foi o dia do PCA, (a abreviação é mesma da escola da Zoey 101, rs) e eu tenho que admitir que fiquei muito contente que quase todas as minhas escolhas venceram, com exceção de três: The Help, que eu amo com a perfeita da Emma Stone, perdeu para Água para elefantes, Glee não ganhou (mas tava na cara que How I met your mother iria levar o prêmio) e New Girl que perdeu o posto de nova comédia para 2 Broke Girls, o que eu não posso reclamar muito por que eu adoro também (era Cupcakes x Zooey Deschanel, difícil para mim escolher).

Mas vamos ao que importa AS ROUPAAAAAASSSS!!! Mas uma vez eu fiz o meu top 5 das melhores e piores e também das que eu fiquei em dúvida… Tem umas que eu não conseguir definir se são bonitas ou feias. Então iremos à ordem decrescente começando pelos piores:

OS PIORES LOOKS

5- Kelly Osborne

A Kelly que já esteve entre os melhores looks em outro post aqui que eu me lembro, ela decaiu drasticamente. Primeiro, o que ela fez com o cabelo dela???? Agora sobre o vestido além de não ter a menor graça, parece que ela colocou do lado ao contrario e o zíper esta na frente. WTF?

4- Demi Lovato

Eu e a Júlia já acabamos com Demi nesse blog várias vezes, acontece que não é culpa nossa que ela ta cada vez pior! Agora ela ta ruiva (ELA TINHA UM CABELO LINDO) e com um piercing no nariz daqueles pequeninho que com brilhinho que estava na moda em 2005.

Agora falando do vestido, ele até que tá mais ou menos tirando o fato que cada passo que ela dava parecia que ia pisar com o salto  naquela calda de atrás e ia cair de cara no palco e sofrer um traumatismo craniano, o que obrigaria parar o evento (nem um pouco legal certo?)

Sobre o outro, o salmão, tenho que admitir que ele era bonito, mas qual é o problema dela que agora tem que ficar saindo só com esses super decotes… Ela tá maior biscate…

3- Jane Levy

O vestido mais sem graça da história! Parece que ela o fez com a cortina da casa dela,ainda uma cortina bem feia… E para piorar não tinha acessórios, nada além daquele relógio!

2- Carrie Keagan

Alguém por favor, me explica essa calda de vestido de noiva aplicada por trás do vestido? SEM MAIS.

1-    Vanessa Hudgens

Acho que a Vanessa ganhou o meu prêmio da pior mal vestida da noite, por que ela parecia que estava numa festa halloween fantasiada de bruxa em vez de uma premiação. Olhem para esse vestido todo cheio de teias de aranhas, sério, só faltou o chapéu.

LOOKS EU NÃO SEI DEFINIR

5- Ashley Greene

Ela ficou gorda com o vestido e a renda de cima me lembra um pouco vestido de bruxa também, mas eu não sei, eu gostei de algo nele.

 

4- Carly Chaikin

É a da esquerda, ela não deve ser famosa, porque não tem nenhuma foto dela sozinha, triste. Eu gostei bastante de vestido, sério, mas o problema é aquela calda atrás (MAIS UMA VEZ, A CALDA) me lembra de capa de super-herois, e vocês sabem o que a Edna Moda fala sobre capas né gente?

3-    Chloë Moretz

A verdade é que eu amo a Chloë de paixão, ela só tem 14 anos e já fez milhares de papeis ótimos (tenho que fazer um post sobre ela na personalidade da semana) e eu tinha que colocar ela em algum lugar aqui, haha. Eu morri de emoção quando eu descobri que ela ganhou, ela era a única que participava da categoria e não era de Harry Potter e mesmo assim ela conseguiu vencer de todas as pottermanícas que se mataram de votar. PERFEITA

Agora o vestido dela, o modelo é lindo, mas o que não me agrada mesmo é a estampa. MAS EU AMEI DEMAIS O SAPATOOOOO ❤

 

2-    Emma Stone

Eu amei completamente a roupa da Emma, sério, queria para mim, mas sei lá para mim premiações tem que ser de vestido, eu não consigo achar legal gente de calça social…

Mas ela é muito chique:

1-    Lea Michele

A Lea que está sempre tão bem vestida… E o vestido é bem legal vai, mas ele me lembra de cortina de palco haha, não sei explicar, aquelas costas… Ai não sei mesmo explicar o que é esse vestido.

OS MELHORES LOOKS

5-    Kristen Bell

Eu adoro essa modelagem e os detalhes em renda… O único problema talvez seja a cor, não sei… Mas o sapato é lindo

 

4- Lucy Hale

Esse look era para entrar na categoria do não sei definir por causa da mistura e você não sabe de é longo ou se é curto, mas eu olhei olhei olhei e acabei me apaixonando, é lindo…

 

3- Miley Cyrus

Geralmente eu não gosto das roupas da Miley, depois que ela cresceu ela entrou numa fase não sou mais a Hannah Montana e começou a querer aparecer demais, mas ontem ela me surpreendeu. O vestido dela é elegante, chique e caiu muito bem nela… E os acessórios super combinaram.

2-    Kaley Couco

O meu segundo lugar vai para a anfitriã do evento, a Kaley Couco. Vamos combinar, ela é diva!!!! Todos os vestidos que ela usou eram lindos… Com exceção do último, mas coitada, esse não foi escolha dela.

O meu favorito foi sem dúvida nenhuma o vermelho, fiquei apaixonada, e o sapato então, maravilhosoooooo.

 

1-    Ashley Benson

Para mim a vencedora do melhor look da noite foi a fofa da Hanna de Pretty Little Liars, olhem esse vestidoooooooooooo, tudo é lindo nele, tudo. Estou em amor eterno! E ela é linda né gente, ai que inveja.

 

Ai ai como eu amo premiaçõesssss…

Anúncios

Uma história não muito conhecida sobre o casal mais queridinho da história das garotas

Eu sempre fui uma garota meio obcecada por Barbies, ainda tenho até hoje todas elas guardadinhas e bonitinhas no meu armário (E NÃO MÃE, VOCÊ NÃO PODE JOGA-LAS FORA!). Mas eu não era simplesmente fã, Barbie era a minha vida praticamente quando pequena ia a exposições, sonhava (sonho) com a minha Barbie de colecionador, sabia de todos os lançamentos, de tudo mesmo, e um deles é o que irei contar hoje:

No fim de 2003, começo de 2004, após QUARENTA E TRÊS anos de relacionamento, eles terminaram! Sim o casal que se conheceu  em um estúdio de TV durante a gravação de um comercial em 1961, e são inseparáveis desde então, resolveram se separar.

Segundo o Russell Arons, vice-presidente de marketing da Mattel: “Como outros casais de estrelas, seu romance de Hollywood chegou ao fim”, que disse ainda que o casal continuaria sendo amigo depois do término.

Acontece que isso aconteceu na mesma época que Blaine apareceu, o boneco surfista australiano, durante a coleção da época Cali Barbie. ( No qual ela usava biquine e shorts, toda assanhadinha).

Mas apesar desse suspeito Blaine, na época a Mattel disse que a separação pode ter se dado em parte devido à relutância de Ken em se casar ou que o problema poderia sido a carreira indefinida da Barbie que desde sua criação em 1959 já fez de tudo na vida (quase tudo gente, é um produto infantil ok?).

Aqui segue o vídeo, para vocês que não devem estar acreditando em mim:

Mas calma, minhas amigas, suas infâncias não acabaram…. Eis que em 2010, depois de sete anos separados, no Valentine’s Day (que amor!),  a pagina oficial do Facebook da Barbie informa a notícia que eles voltaram!

Voltaram com força total, apesar dos rumores da volta em 2006, ela só veio mesmo em 2010 após a participação de ambos no longa Toy Story 3. (Ken aceite, você é um brinquedo de menina!)

A vice-presidente de marketing da empresa, Stephanie Cota (tinha que ter esse nome né?) diz que: “Barbie e Ken têm uma história de amor épica, que resistiu ao tempo. Eles fora feitos um para o outro.”

Mas como nem tudo são flores esse ano, surge esse vídeo na mídia, causando a maior polêmica no mundo dos toys:

Deixe me explicar o que é isso… A embalagem da boneca é produzida a partir de polpa de celulose de árvore de florestas desmatadas da Indonésia, então o Greenpeace para tentar pressionar a Mattel lançou a campanha para que a empresa deixe de comprar matéria-prima vinda da região.

Ou seja, o Greenpeace usou o Ken para promover a campanha, alegando que o boneco descobriu um dos maiores segredos da boneca mais popular do globo e quem ajudou Ken a abrir os olhos foi o Greenpeace, que bancou o detetive durante meses e investigou a Mattel.

E agora que o Ken descobriu tudo, parece que ele não foi muito a favor de sua namorada:

“Barbie, acabou. Eu não namoro garotas que se envolvem com desmatamento

Mas falando sério agora, a campanha é realmente real, tendo até página no Facebook para curtir! Eu e a Jú achamos digna e já curtimos e apoiamos a causa.

Mas relaxem o casal ainda continua firme o forte, o resto é tudo calunia do Greenpeace! Mas tudo que eu quero saber é: O QUE SERÁ QUE ACONTECEU COM O BLAINE?

Meu segundo Woody Allen

Sabe quando você vai a uma locadora e sempre tem aquele filme que chama sua atenção? Talvez seja a capa, ou o nome.. Que todas as vezes você o pega, lê a sinopse, fica segurando-o e acaba não alugando? Pois é.

Já falei no post sobre Meia-Noite em Paris que estava à procura de outro filme do Woody Allen, certo? Como estou de férias, estou alugando todos os filmes que me interessam . Fui à locadora hoje, uma bem simples. Queria alugar dois ou mais filmes, e só tinha encontrado 127 Horas. Minha mãe pagando os outros três filmes e eu procurando mais um desesperadamente. E encontrei no cantinho da prateleira um filme desse tal de Woody Allen: Tudo Pode Dar Certo.

Boris Yellkinoff é um velho mau-humorado e rabugento que vive em Manhattan e ensina crianças a jogar xadrez. Ex-professor da Universidade de Columbia, considera-se um gênio e o único capaz de entender o Universo e os seres humanos. Em meio à tudo isso, se depara com Mellody, uma garota doce e ingênua que fugiu de casa para morar em NY. Ela pede para que ele deixe ela se hospedar em sua casa por pouco tempo e Boris, à princípio, não acha uma boa ideia, embora acabe cedendo. Ela se instala e, com o passar do tempo, não aparenta ter planos de deixar o local. Boris é surpreendido pela garota quando ela lhe diz estar interessada nele.

Sempre assisto aos filmes deitada, pois, se forem ruins, posso simplesmente virar e dormir. Pra minha surpresa, no meio do filme me encontrei sentada com a mão no queixo daquele jeito pensador, sabe? A única vontade que tive foi de fugir de casa para morar com um velhinho tipo Boris, de tão grande que é a genialidade do filme. Não sei nem como explicar direito, mas meio que me fez perceber algumas coisas e querer mudar outras. As frases de Boris, seu jeito chato e o hábito de cantar parabéns ao lavar as mãos me encantaram de tal maneira que eu quero um pra mim, já! A perfeita atuação de Evan Rachel Wood (a amo desde que assisti Aos Treze.. Sim, eu assisti) me fez amar o filme ainda mais. Um final surpreendente, mas, nem por isso, ruim. Muito pelo contrário: genial.

Woody Allen se mostrou pra mim, em apenas dois filmes dele que já vi, um perfeito gênio. Já tenho fila de três filmes dele para ver (dois já baixados no computador) e um amor incondicional. Não sei se é cedo pra amar o Woody em si, mas que eu amei seus filmes e toda a genialidade (SIM, eu sei que repeti essa palavra muitas vezes, mas não tem outra que descreva melhor) presente, não tem como negar.

Posso com certeza dizer que tomou o lugar de Cisne Negro por melhor filme já visto. Todas as pessoas desse mundo devem, e com devem eu quero dizer precisam, necessitam, DEVEM, assistir esse filme. Todas.


Como sempre, aprendi uma lição com o filme e com a experiência da locadora: os filmes do canto da prateleira são sempre os melhores.

De cinco estrelinhas, dou cinco. Cinco e meia, seis.. Simplesmente o melhor filme e o topo da listinha dos favoritos. Espero que com esse post eu tenha conseguido expressar todo meu amor por esse filme.

Woody Allen, você ganhou meu coração.

Beijos,
@juliamiozzo 

Quarta-feira: a odisséia

Trabalhos de escola são sempre deixados pra última hora, principalmente em semana de provas e se for em grupo. O que aconteceu foi: eu e mais cinco amigas (um é amigo, mas tudo bem) tínhamos um trabalho de Empreendedorismo para fazer, o qual envolvia ir a uma instituição, ajudar com algo, entrevistar o responsável e montar em forma de projeto. Não sei o que tem a ver com empreendedorismo, mas vamos lá.

Fizemos o trabalho na quarta-feira, sendo que a entrega era hoje, quinta-feira. Já tínhamos montado uma parte do trabalho falando sobre a instituição e tudo, só faltava visitar. No começo, planejávamos ir à Fundação Casa ajudar com o que fosse possível, mas não conseguimos contatar. Isso tudo cinco dias antes da data de entrega. Acabamos por escolher o Arsenal da Esperança, uma instituição que tem parceria com minha escola etc.

O problema era: QUANDO VAMOS???? Todos os dias eu tenho um compromisso, e, se eu posso faltar, alguém não pode ir. Cancelei logo minha aula de pilates e fui eu e mais três amigas de carro com minha mãe. Chegamos lá as 15h10, sendo que eu tinha agendado a visita para as 15h, mas tudo bem até aí. Fizemos a entrevista com o Ivan, ajudamos a tirar pó de caixas (sobre isso, um comentário: minha rinite está atacada até agora, basicamente) e resolvemos ir embora.

O Arsenal fica do lado do metrô Bresser-Mooca e essa, como praticamente toda estação de metrô, tem um ponto de ônibus. Problema 2: o ônibus saía as 18h20.. Ainda era 16h50. Ficamos um tempo conversando com o fiscal e ouvindo ele falar sobre a família dele e sobre a sua frustação de ser o único da família que não nasceu com olho azul e resolvemos pegar o metrô para descer na estação Vila Prudente e ir a pé até a escola. Compramos os bilhetes, vamos lá.

Eu não tenho o menor senso de direção, nem minhas amigas (uma delas nunca tinha andado de metrô…..), mas mesmo assim sugeri que pegássemos o metrô até a estação Tatuapé. Tudo bem.. Pegamos o metrô sentido Palmeiras Barra-Funda (comentário: me zoaram a tarde inteira porque eu disse que era Palmeiras Barra-Funda, e elas tinham certeza que era só Barra-Funda. Se foderam, no final das contas tinha palmeiras no meio sim.). Só percebemos duas estações depois que o certo seria Corinthians-Itaquera. Voltamos. Perguntamos aos guardinhas do metrô. Marina, a amiga teimosa (te amo, fia), queria porque queria descer na Vila Prudente, só que, para chegar até lá, ou nós teríamos que fazer quatro baldeações, ou pegar um trem até outra estação de metrô e pegar outro metrô. “MAS GENTE, VAMOS PEGAR ATÉ O TATUAPÉ E UM ÔNIBUS PRA CHEGAR NA ESCOLA, É MAIS FÁCIL E MAIS RÁPIDO. EU PAGO O ÔNIBUS PRA VOCÊS, NÃO TEM PROBLEMA!!!!”, eu insistia. Pegamos o maldito até o Tatuapé. Marina desceu no Belém (uma estação antes) porque a mãe dela trabalha numa clínica perto da estação.

(Quero falar aqui em off que pensei em fazer esse post quando soube que o ônibus ia demorar e fiquei pedindo pra elas tirarem uma foto comigo pra eu postar aqui, mas elas não tiraram. Post sem foto, de novo :/)

Eu, Gisele e Bruna chegamos no Tatuapé. Metrô lotado, e por lotado eu quero dizer: LOTADO, QUASE NÃO DEU PRA SAIR, quase. Pegamos o ônibus até a escola. Descobri, no caminho, que o ônibus parava na frente da minha casa, bem na frente. Liguei pra minha mãe, feliz da vida por não ter que andar até a escola, que estava chegando, mas pra minha surpresa ela não estava em casa e eu estava sem chave, o que significa uma coisa: fodeu. Eu tinha que terminar o trabalho e ainda estudar. Me hospedei na casa de uma amiga aqui do prédio até as 19h. Os acontecimentos do ônibus, por mais empolgantes que tenham sido, não podem ser revelados.

No final das contas, consegui fazer o trabalho, consegui estudar e ir bem na prova e consegui resolver meus outros problemas. Como toda boa história, aprendi uma lição: não saia de casa sem chave e carteira, cartão de crédito pode ser muito útil.

 

Espero ter outras futuras histórias de metrô ou coisa parecida pra postar aqui.

 

 

Beijos,

@juliamiozzo