Almost Famous

Ultimamente eu ando tendo uma sorte incrivelmente grande com relação a filmes, pois todos os últimos que vi conseguiram minhas tão prezadas cinco estrelinhas. O escolhido de hoje foi Almost Famous, ou Quase Famosos, se preferir. Mais um que por mim, pode ser considerado um clássico (quem vê pensa que eu entendo do assunto……), apesar de ser de 2000. Segue quase a mesma linha de Hair, que eu já falei aqui, mostrando toda essa contra-cultura dos 60’s e 70’s.

O filme mostra a história de William, um garoto de 15 anos com sonho de ser jornalista do rock, influenciado por sua irmã mais velha, que consegue um trabalho na tão renomada revista Rolling Stone para acompanhar a banda Stillwater em sua primeira turnê pelos Estados Unidos. O problema surge quando ele se encontra muito envolvido com a banda, perdendo a objetividade de seu trabalho e conhecendo cada vez mais o cenário do rock nos anos 70, que acaba sendo diferente do que ele esperava. É bem legal o jeito que o filme mostra como as bandas lidam com os problemas entre os integrantes, como um tem mais destaque que o outro e as relações com as famosas groupies da época, mostra que nem tudo é perfeito igual imaginamos.

O filme conta com a atuação da linda e talentosa Kate Hudson, uma participação de Zooey Deschanel (linda!!!!!), além de Anna Paquin, Billy Crudup (perfeito), Jason Lee. O papel do protagonista coube a Patrick Fugit. Almost Famous também foi consagrado com diversos prêmios da indústria cinematográfica, dentre eles o Oscar 2001 de melhor roteiro original e o Golden Globe 2001 por melhor filme comédia/musical e melhor atriz secundária para Kate Hudson.

Algumas curiosidades do filme: é auto-biográfico, já que o diretor Crowe quando adolescente escreveu para a RS e acompanhou a turnê do Led Zeppelin; a Penny Lane do filme, interpretada por Kate Hudson, realmente existiu: foi uma das primeiras paixões do diretor; a banda fictícia do filme, Stillwater, é na verdade uma mistura das três bandas favoritas de Crowe: Led Zeppelin, The Allman Brothers Band e Lynyrd Skynyrd.

Um puta destaque pra cena do avião. Sem mais spoilers, só pra falar que essa cena é uma das melhores que eu já vi.

Se você gosta de filmes que retratam a década dos anos dourados e do maior avanço da música na história, que mostram o cenário do rock e todas as suas peculiaridades, trilhas sonoras dignas de se ter o CD e de um elenco extremamente talentoso, esse é o filme certo pra você. Certamente, foi pra mim.

Cinco estrelinhas (muito) bem dadas. Uma obrigação que todo o ser humano tem é assistir a esse filme, sério.

Resumindo em um gif:

Beijos,

@juliamiozzo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s