Minha experiência no Festival Cultura Inglesa

Parque da Independência. Meio-dia. Sol de matar. Água ruim. Fome.

Foi exatamente isso. Primeira banda a tocar foi Cachorro Grande com repertório do The Who. Os caras são muito bons, tenho que assumir.. Mas, infelizmente, eu não conhecia nenhuma das músicas que eles tocaram e, a que eu conhecia, Behind Blue Eyes, clássica, eles não tocaram. Mas tudo bem, The Mockers com repertório dos Beatles era a próxima e eu estava super empolgada e.. Não sabia cantar nenhuma, de novo (eu e metade das pessoas no festival). Só fiquei queimando no sol e sentindo aquele cheiro insuportável de maconha.

Acabando os dois primeiros shows, saímos para comer. Não conhecia a banda que iria tocar, Red Blood Shoes, apesar de parecer ser boa. Andamos, andamos, andamos e comemos. Chegamos no parque exatamente às 16:30. Show do Miles Kane era as 17h. Eu e minha queria amiga Luiza queríamos ir para a grade. Ficamos de bobeira lá por um tempo e fomos, afinal, não tinha muita gente no festival. Mais pontual impossível, Miles entrou no palco. Eu pensava que era uma das únicas que conhecia ele, mas não. Tinha fãs loucos e desesperados perto de mim, loucos e desesperados. Não me lembro qual foi a primeira música, só lembro que a segunda foi My Fantasy. Em sequência, Kingcrawler, Counting Down the Days, Colour of the Trap, Rearrange e Come Closer. Eu e mais umas oito pessoas ficávamos gritando e implorando pra ele tocar 505, do Arctic Monkeys, uma música ótima que duas “fãs” insuportáveis de Oasis que estavam na grade (na minha frente) falaram que estava na setlist, mas ele acabou não tocando.

O que achei do show: SENSACIONAL! O Miles é super animado, super interativo com as pessoas, cantou ao vivo, sem playback.. Lindo e apaixonante. Gritei, cantei, pulei e me acabei demais!

O que não gostei no Miles: nas palavras do Rafael, ele paga um pau e meio pro Liam. Sim, é verdade. As poses que ele fazia, o jeito que cantava.. Isso me irritou bastante (mas não irritou as “fãs” chatas do Oasis, elas pareciam estar adorando).

“Mas, Júlia, você disse que ia ter coisas relacionadas com Oasis no festival..” Sim, teve. Tocou umas três músicas (Talk Tonight, Morning Glory e a outra não me lembro) no intervalo de shows. Fiquei bem decepcionada nesse ponto, porque, como vocês bem sabem, Oasis é uma banda inglesa, famosa, conhecida.. E lá tinha muito mais fãs de Oasis do que de The Who, me desculpem pela sinceridade.

Fiquei queimada do sol, passei sede e frio, mas valeu muito a pena. Primeira experiência de um pequeno festival foi boa, até. Ano que vem já estou lá de novo!

E sim, eu tirei fotos, mas, a câmera do Blackberry é um saco e deixou a qualidade da foto péssima, mil desculpas.

Beijos,

@juliamiozzo

Anúncios

Um pensamento sobre “Minha experiência no Festival Cultura Inglesa

  1. Ai to me achando agora porque apareci no post da Julia!! HAHAHA , faço das suas minhas palavras, mas ainda fazendo um balanço acho que o festival pesou mais para lado positivo,foi um dia inesquecivel!!!Como sempre, amei o post!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s